quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Gritos mudos que nunca chegaram a ti...




Não quero mais sonhos

Quero-te a ti

Quero a realidade e deixar de viver na ilusão

Abraça-me neste pôr-do-sol e deixa-me vêr nos teus olhos a tua alma

A tua paixão, a tua essência, o teu amor

Se ao menos eu pudesse ver-me através de ti, sentir o que sentes por mim, se ao menos eu pudesse...

Prende-me a ti ou larga-me para sempre

Não faças de mim um porto seguro se não pretendes atracar

O amor não enfraquece, simplesmente desiste de caminhar para um sol que não tem intenções de abrir lugar à lua.

E é então que o pano desce, os aplausos ouvem-se, aparecem as personagens e tudo não passou de um teatro.


(Um texto perdido que encontrei por acaso escrito numa época difícil)

8 comentários:

kris disse...

Adorei o texto..sentido..faz-nos pensar no que tinhamos...e no que temos agora :)

obrigado por partilhares..

beijo

O Profeta disse...

O meu pensamento é gaivota
Entre as tempestades e as pedras negras
Meço o tempo pela chegada da Lua
Sou homem nu a que um deus dita regras

Boa semana


Bom carnaval


Doce beijo

Mr. Mojo Risin' disse...

Grandes emocoes!!!

Kuss

meus instantes e momentos disse...

ótimo texto. Sempre serve a alguem em algum determinado tempo de vida.
maurizio

José disse...

Mél é um néctar doce e tão suave
E eu procuro a mim mesmo,como é que alguém não sabe aproveitar esta delicia que é posta ao seu dispor????

já o ditado diz que "Deus" dá nozes
a quem não tem dentes.

Mél disse...

José
Obrigada pela passagem pelo meu blog. As palavras fizeram-me esboçar um sorriso. :)
*****

José disse...

Ainda bem que sorristes Mél.
sorrir é bom para a saúde,
e eu fico feliz.Quando alguém está
feliz. gostava que todo mundo pode-se sorrir. As pessoas serem mais amigas e mais fraternas,isto
são apenas sonhos. Eu agora sou pouco mais que um sonhador.

Mél como respondes-tes aos meus dois comentários,vou dizer-te que
gosto muito de poesia e sou amigo
de todos os poetas que conhece.
E mesmo de alguns que não conhece.
se quiseres passar pelo meu blogo

Reflexões e Outras divagações

ali verás a parte pior que há em
mim mas só contra os que dominam
o mundo.de resto tenho um coração enorme

Clara disse...

"Quero a realidade e deixar de viver na ilusão"

Sim, às vezes é preferível viver a fria realidade do que na doce e venenosa ilusão...


Beijinhos